Sobre o espaço

O Espaço Mãe Coruja é um lugar especializado na gestação e maternidade. Temos a proposta de oferecer um ambiente completo com atividades para gestantes, mamães, bebês e crianças, promovendo saúde e bem estar.

Anterior
Próximo
O dia 02 de abril foi a data escolhida pela organização das Nações Unidas (ONU), para levar informações à população em relação ao Transtorno do Espectro Autista. O objetivo é reduzir a discriminação e o preconceito contra as pessoas que apresenta esse transtorno. E na comemoração e apresentando algumas coisas divertidas que fazemos no Espaço Mãe Coruja, com o intuito de trabalhar a autonomia e independência, as habilidades de atividades diárias (AVDs) e a seletividade alimentar fomos para a cozinha fazer ovos de chocolate, as atividades com chocolate foi uma experiência deliciosa e além de pôr a mão na massa as crianças se deliciaram com ele e saíram todas lambuzados de chocolate. 🥰🍫

Fabiana Morato 
Psicóloga 
CRP: 06/139634
@fabianalauramorato
Aniversário em dose dupla nesta semana aqui no Espaço Mãe Coruja! 🎈🎁
As queridas Caroline Ribeiro (Auxiliar Terapêutico) e Flávia Cacciatore (Psicóloga) completaram mais um ano de vida. 👏🏻
Desejamos um feliz aniversário para as nossas aniversariantes! 🎂🎉
Durante este mês da conscientização mundial do autismo, foi realizada uma atividade e uma ambiente diferente da sala aqui no Espaço Mãe Coruja.
O ambiente aquático trouxe novas experiências para as crianças e com isso foi possível trabalhar o aspecto sensorial, estimular a concentração e atenção, a coordenação motora global, a interação por ser mais crianças, a confiança, a noção corporal e espacial, as atividades de vida diária, como o vestir e o despir e o uso do banheiro, com isso há ganhos de autonomia e independência em diversos ambientes.

Nathalia de Barros Mota
Terapeuta ocupacional
CREFITO-03/20428-TO
@to.nathalia
TRABALHE CONOSCO!

Temos vagas para Equipe Multidisciplinar, para profissionais:
▪ Terapeuta Ocupacional;
▪ Fonoaudióloga,
▪ Psicóloga.
Às interessadas, envie seu currículo para o e-mail: rodrigo@espacomaecoruja.com e venha trabalhar conosco.
Esperamos por você!
O mês da conscientização mundial do autismo terminou, mas continuamos trazendo brincadeiras muito divertidas, como esta que utiliza as mãos e músicas, para trazer algo diferente e descontraído para terapia dos pequenos. 
A brincadeira foi feita em uma terapia de pares aonde ajudou as duas crianças a interagir entre si, fazer imitações, seguir instruções e saber esperar sua vez.
Além disso, essa brincadeira é ótima para ajudar na concentração e na atenção dividida. 
Aprendemos também a questão da força em bater na mão do amigo, sempre com muito cuidado. 
É uma atividade fácil, que pode ser realizada em qualquer lugar e quanto mais pessoas para brincar mais divertida ela fica. E as crianças adoram! 🥰

Amanda Alves 
Psicóloga
CRP: 06/166867
@psi.amandaalves
Toda equipe do Espaço Mãe Coruja deseja um Feliz Dia das Mães para todas as mamães! ❤️
O mês da conscientização mundial do autismo terminou, mas continuamos trazendo informações e dicas de atividades diferentes para as crianças maiores que realizam as estimulações aqui no Espaço Mãe Coruja.
A bexiga das emoções, além de trabalhar o tátil/sensorial, estimula a concentração e atenção, a coordenação motora fina durante a execução da bexiga. 
Também utilizamos como personagens de histórias e realizamos imitação/expressão facial das emoções desenhadas na bexiga, e o contexto, sensações que essas emoções provocam nos indivíduos de forma lúdica. 
Aproveite essa dica e trabalhe em casa também, além de divertido, sua criança vai amar a experiência💕✨

Por Nathália Carvalho
Psicóloga do Espaço Mãe Coruja 
CRP 06/143033
@psinathaliacarvalho
As estereotipias podem ser definidas como comportamentos repetitivos e/ou ritualístico que são considerados uma repetição de movimentos ou persistência de ações.
Geralmente as esteriotipias costumam aparecer quando o indivíduo se sente “bombardeado” por estímulos.  Então as ações repetitivas, ajudam a se reorganizar internamente e processar o que está sentindo. 
Vale ressaltar que esses comportamentos não se manifestam apenas em autistas, mas também em outros transtornos como TOC e a Síndrome de Tourette.
A intervenção é bastante estudada dentro da ciência da Análise do comportamento aplicada (ABA). 
Mas, antes de ser iniciada a intervenção é necessário analisar e entender se aquela estereotipia realmente é prejudicial para o próprio indivíduo ou se é a sociedade que está exigindo essa mudança. 

Por Nathália Carvalho
Psicóloga do Espaço Mãe Coruja 
CRP 06/143033
@psinathaliacarvalho

Blog da Mãe Coruja

Rafaela Cacciatore

Funções executivas no TEA

As funções executivas abrangem um conjunto de processos comportamentais complexos que permitem ao indivíduo a realização independente e autônoma de atividades dirigidas a metas. Essas funções

Continue lendo »